Todo o dia é o dia de começar, continuar, recomeçar e se dar uma nova chance. Estar na presença de Deus é tudo na vida de uma pessoa e ler a sua Palavra Sagrada pode fazer a diferença entre vencer e perder. Faça a sua escolha e seja um VENCEDOR EM CRISTO JESUS. LEIA A BÍBLIA A PARTIR DE AGORA!

domingo, 13 de julho de 2014

Leitura Bíblica 194º dia



 1 Crônicas 15

1         DAVI também fez casa para si na cidade de Davi; e preparou um lugar para a arca de Deus, e armou-lhe uma tenda.

2         Então disse Davi: Ninguém pode levar a arca de Deus, senão os levitas; porque o Senhor os escolheu, para levar a arca de Deus, e para o servirem eternamente.

3         E Davi convocou a todo o Israel em Jerusalém, para fazer subir a arca do Senhor ao seu lugar, que lhe tinha preparado.

4         E Davi reuniu os filhos de Arão e os levitas:

5         Dos filhos de Coate: Uriel, o chefe, e de seus irmãos cento e vinte.

6         Dos filhos de Merari: Asaías, o chefe, e de seus irmãos duzentos e vinte.

7         Dos filhos de Gérson: Joel, o chefe, e de seus irmãos cento e trinta.

8         Dos filhos de Elizafã: Semaías, o chefe, e de seus irmãos duzentos.

9         Dos filhos de Hebrom: Eliel, o chefe, e de seus irmãos oitenta.

10       Dos filhos de Uziel: Aminadabe, o chefe, e de seus irmãos cento e doze.

11       E chamou Davi os sacerdotes Zadoque e Abiatar, e os levitas, Uriel, Asaías, Joel, Semaías, Eliel, e Aminadabe.

12       E disse-lhes: Vós sois os chefes dos pais entre os levitas; santificai-vos, vós e vossos irmãos, para que façais subir a arca do Senhor Deus de Israel, ao lugar que lhe tenho preparado.

13       Porquanto vós não a levastes na primeira vez, o Senhor nosso Deus fez rotura em nós, porque não o buscamos segundo a ordenança.

14       Santificaram-se, pois, os sacerdotes e os levitas, para fazerem subir a arca do Senhor Deus de Israel.

15       E os filhos dos levitas trouxeram a arca de Deus sobre os seus ombros, pelas varas que nela havia, como Moisés tinha ordenado conforme a palavra do Senhor.

16       E disse Davi aos chefes dos levitas que constituíssem, de seus irmãos, cantores, para que com instrumentos musicais, com alaúdes, harpas e címbalos, se fizessem ouvir, levantando a voz com alegria.

17       Designaram, pois, os levitas a Hemã, filho de Joel; e dos seus irmãos, Asafe, filho de Berequias; e dos filhos de Merari, seus irmãos, Etã, filho de Cusaías.

18       E com eles a seus irmãos da segunda ordem: a Zacarias, Bene, Jaaziel, Semiramote, Jeiel, Uni, Eliabe, Benaia, Maaséias, Matitias, Elifeleu, Micnéias, Obede-Edom, e Jeiel, os porteiros.

19       E os cantores, Hemã, Asafe e Etã, se faziam ouvir com címbalos de metal;

20       E Zacarias, Aziel, Semiramote, Jeiel, Uni, Eliabe, Maaséias, e Benaia, com alaúdes, sobre Alamote:

21       E Matitias, Elifeleu, Micnéias, Obede-Edom, Jeiel, e Azazias, com harpas, sobre Seminite, para sobressairem.

22       E Quenanias, chefe dos levitas, tinha o encargo de dirigir o canto; ensinava-os a entoá-lo, porque era entendido.

23       E Berequias e Elcana eram porteiros da arca.

24       E Sebanias, Jeosafá, Netanel, Amasai, Zacarias, Benaia, e Eliezer, os sacerdotes, tocavam as trombetas perante a arca de Deus; e Obede-Edom e Jeías eram porteiros da arca.

25       Sucedeu, pois, que Davi e os anciãos de Israel, e os capitães dos milhares, foram, com alegria, para fazer subir a arca da aliança do Senhor, da casa de Obede-Edom.

26       E sucedeu que, ajudando Deus os levitas que levavam a arca da aliança do Senhor, sacrificaram sete novilhos e sete carneiros.

27       E Davi ia vestido de um manto de linho fino, como também todos os levitas que levavam a arca, e os cantores, e Quenanias, mestre dos cantores; também Davi levava sobre si um éfode de linho,

28       E todo o Israel fez subir a arca da aliança do Senhor, com júbilo, e ao som de buzinas, e de trombetas, e de címbalos, fazendo ressoar alaúdes e harpas.

29       E sucedeu que, chegando a arca da aliança do Senhor à cidade de Davi, Mical, a filha de Saul, olhou de uma janela, e, vendo a Davi dançar e tocar, o desprezou no seu coração.

1 Crônicas 16.1-36 

1         TROUXERAM, pois, a arca de Deus, e a puseram no meio da tenda que Davi lhe tinha armado; e ofereceram holocaustos e sacrifícios pacíficos perante Deus.

2         E, acabando Davi de oferecer os holocaustos e sacrifícios pacíficos, abençoou o povo em nome do Senhor.

3         E repartiu a todos em Israel, tanto a homens como a mulheres, a cada um, um pão, e um bom pedaço de carne, e um frasco de vinho.

4         E pôs alguns dos levitas por ministros perante a arca do Senhor; isto para recordarem, e louvarem, e celebrarem ao Senhor Deus de Israel.

5         Era Asafe, o chefe, e Zacarias o segundo depois dele; Jeiel, e Semiramote, e Jeiel, e Matitias, e Eliabe, e Benaia, e Obede-Edom, e Jeiel, com alaúdes e com harpas; e Asafe se fazia ouvir com címbalos;

6         Também Benaia, e Jaaziel, os sacerdotes, continuamente tocavam trombetas, perante a arca da aliança de Deus.

7         Então naquele mesmo dia Davi, em primeiro lugar, deu o seguinte salmo para que, pelo ministério de Asafe e de seus irmãos, louvassem ao Senhor;

8         Louvai ao Senhor, invocai o seu nome, fazei conhecidas as suas obras entre os povos.

9         Cantai-lhe, salmodiai-lhe, atentamente falai de todas as suas maravilhas.

10       Gloriai-vos no seu santo nome; alegre-se o coração dos que buscam ao Senhor.

11       Buscai ao Senhor e a sua força; buscai a sua face continuamente.

12       Lembrai-vos das maravilhas que fez, de seus prodígios, e dos juízos da sua boca;

13       Vós, semente de Israel, seus servos, vós, filhos de Jacó, seus escolhidos.

14       Ele é o Senhor nosso Deus; os seus juízos estão em toda a terra.

15       Lembrai-vos perpetuamente da sua aliança e da palavra que prescreveu para mil gerações;

16       Da aliança que fez com Abraão, e do seu juramento a Isaque;

17       O qual também a Jacó confirmou por estatuto, e a Israel por aliança eterna,

18       Dizendo: A ti te darei a terra de Canaã, quinhão da vossa herança.

19       Quando eram poucos homens em número, sim, mui poucos, e estrangeiros nela,

20       Quando andavam de nação em nação, e de um reino para outro povo,

21       A ninguém permitiu que os oprimisse, e por amor deles repreendeu reis, dizendo:

22       Não toqueis os meus ungidos, e aos meus profetas não façais mal.

23       Cantai ao Senhor em toda a terra; anunciai de dia em dia a sua salvação.

24       Contai entre as nações a sua glória, entre todos os povos as suas maravilhas.

25       Porque grande é o Senhor, e mui digno de louvor, e mais temível é do que todos os deuses.

26       Porque todos os deuses dos povos são ídolos; porém o Senhor fez os céus.

27       Louvor e majestade há diante dele, força e alegria no seu lugar.

28       Tributai ao Senhor, ó famílias dos povos, tributai ao Senhor glória e força.

29       Tributai ao Senhor a glória de seu nome; trazei presentes, e vinde perante ele; adorai ao Senhor na beleza da sua santidade.

30       Trema perante ele, trema toda a terra; pois o mundo se firmará, para que não se abale.

31       Alegrem-se os céus, e regozije-se a terra; e diga-se entre as nações: O Senhor reina.

32       Brame o mar com a sua plenitude; exulte o campo com tudo o que nele há;

33       Então jubilarão as árvores dos bosques perante o Senhor; porquanto vem julgar a terra.

34       Louvai ao Senhor, porque é bom; pois a sua benignidade dura perpetuamente.

35       E dizei: Salva-nos, ó Deus da nossa salvação, e ajunta-nos, e livra-nos das nações, para que louvemos o teu santo nome, e nos gloriemos no teu louvor.

36       Bendito seja o Senhor Deus de Israel, de eternidade a eternidade. E todo o povo disse: Amém! E louvou ao Senhor.

Romanos 1.18-32 

18       Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça.

19       Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou.

20       Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;

21       Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu.

22       Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos.

23       E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.

24       Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si;

25       Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.

26       Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza.

27       E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.

28       E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm;

29       Estando cheios de toda a iniqüidade, prostituição, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade;

30       Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães;

31       Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia;

32       Os quais, conhecendo a justiça de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem.

Salmos 10.1-15

1         POR que estás ao longe, Senhor? Por que te escondes nos tempos de angústia?

2         Os ímpios na sua arrogância perseguem furiosamente o pobre; sejam apanhados nas ciladas que maquinaram.

3         Porque o ímpio gloria-se do desejo da sua alma; bendiz ao avarento, e renuncia ao Senhor.

4         Pela altivez do seu rosto o ímpio não busca a Deus; todas as suas cogitações são que não há Deus.

5         Os seus caminhos atormentam sempre; os teus juízos estão longe da vista dele, em grande altura, e despreza aos seus inimigos.

6         Diz em seu coração: Não serei abalado, porque nunca me verei na adversidade.

7         A sua boca está cheia de imprecações, de enganos e de astúcia; debaixo da sua língua há malícia e maldade.

8         Põe-se de emboscada nas aldeias; nos lugares ocultos mata o inocente; os seus olhos estão ocultamente fixos sobre o pobre.

9         Arma ciladas no esconderijo, como o leão no seu covil; arma ciladas para roubar o pobre; rouba-o, prendendo-o na sua rede.

10       Encolhe-se, abaixa-se, para que os pobres caiam em suas fortes garras.

11       Diz em seu coração: Deus esqueceu-se, cobriu o seu rosto, e nunca isto verá.

12       Levanta-te, Senhor. Ó Deus, levanta a tua mão; não te esqueças dos humildes.

13       Por que blasfema o ímpio de Deus? dizendo no seu coração: Tu não o esquadrinharás?

14       Tu o viste, porque atentas para o trabalho e enfado, para o retribuir com tuas mãos; a ti o pobre se encomenda; tu és o auxílio do órfão.

15       Quebra o braço do ímpio e malvado; busca a sua impiedade, até que nenhuma encontres.

Provérbios 19.6-7 

6         Muitos se deixam acomodar pelos favores do príncipe, e cada um é amigo daquele que dá presentes.

7         Todos os irmãos do pobre o odeiam; quanto mais se afastarão dele os seus amigos! Corre após eles com palavras, que não servem de nada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário