Todo o dia é o dia de começar, continuar, recomeçar e se dar uma nova chance. Estar na presença de Deus é tudo na vida de uma pessoa e ler a sua Palavra Sagrada pode fazer a diferença entre vencer e perder. Faça a sua escolha e seja um VENCEDOR EM CRISTO JESUS. LEIA A BÍBLIA A PARTIR DE AGORA!

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Leitura Bíblica 341º dia



Oséias 6

1         VINDE, e tornemos ao Senhor, porque ele despedaçou, e nos sarará; feriu, e nos atará a ferida.

2         Depois de dois dias nos dará a vida; ao terceiro dia nos ressuscitará, e viveremos diante dele.

3         Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra.

4         Que te farei, ó Efraim? Que te farei, ó Judá? Porque a vossa benignidade é como a nuvem da manhã e como o orvalho da madrugada, que cedo passa.

5         Por isso os abati pelos profetas; pelas palavras da minha boca os matei; e os teus juízos sairão como a luz,

6         Porque eu quero a misericórdia, e não o sacrifício; e o conhecimento de Deus, mais do que os holocaustos.

7         Mas eles transgrediram a aliança, como Adão; eles se portaram aleivosamente contra mim.

8         Gileade é a cidade dos que praticam iniqüidade, manchada de sangue.

9         Como as hordas de salteadores que esperam alguns, assim é a companhia dos sacerdotes que matam no caminho num mesmo consenso; sim, eles cometem abominações.

10       Vejo uma coisa horrenda na casa de Israel, ali está a prostituição de Efraim; Israel está contaminado.

11       Também para ti, ó Judá, está assinada uma sega, quando eu trouxer o cativeiro do meu povo.
Oséias 7

1         SARANDO eu a Israel, se descobriu a iniqüidade de Efraim, como também as maldades de Samaria, porque praticaram a falsidade; e o ladrão entra, e a horda dos salteadores despoja por fora.

2         E não dizem no seu coração que eu me lembro de toda a sua maldade; agora, pois, os cercam as suas obras; diante da minha face estão.

3         Com a sua malícia alegram ao rei, e com as suas mentiras aos príncipes.

4         Todos eles são adúlteros; são semelhantes ao forno aceso pelo padeiro, que cessa de mexer nas brasas, depois que amassou a massa, até que seja levedada.

5         E no dia do nosso rei os príncipes se tornaram doentes com frascos de vinho; ele estendeu a sua mão com os escarnecedores.

6         Porque, prepararam o coração como um forno, na sua emboscada; toda a noite dorme o seu padeiro, pela manhã arde como fogo de chama.

7         Todos eles estão quentes como um forno, e consomem os seus juízes; todos os seus reis caem, ninguém entre eles há que me invoque.

8         Efraim se mistura com os povos; Efraim é um bolo que não foi virado.

9         Estrangeiros lhe comeram a força, e ele não o sabe; também as cãs se espalharam sobre ele, e não o sabe.

10       E a soberba de Israel testificará diante dele; todavia não voltarão para o Senhor seu Deus, nem o buscarão em tudo isto.

11       Porque Efraim é como uma pomba ingênua, sem entendimento; invocam o Egito, vão para a Assíria.

12       Quando forem, sobre eles estenderei a minha rede, e como aves do céu os farei descer; castigá-los-ei, conforme o que eles têm ouvido na sua congregação.

13       Ai deles, porque fugiram de mim; destruição sobre eles, porque se rebelaram contra mim; eu os remi, mas disseram mentiras contra mim.

14       E não clamaram a mim com seu coração, mas davam uivos nas suas camas; para o trigo e para o vinho se ajuntam, mas contra mim se rebelam.

15       Eu os corrigi, e lhes esforcei os braços, mas pensam mal contra mim.

16       Eles voltaram, mas não para o Altíssimo. Fizeram-se como um arco enganador; caem à espada os seus príncipes, por causa do furor da sua língua; este será o seu escárnio na terra do Egito.
Oséias 8 

1         PÕE a trombeta à tua boca. Ele virá como a águia contra a casa do Senhor, porque transgrediram a minha aliança, e se rebelaram contra a minha lei.

2         E a mim clamarão: Deus meu! Nós, Israel, te conhecemos.

3         Israel rejeitou o bem; o inimigo persegui-lo-á.

4         Eles fizeram reis, mas não por mim; constituíram príncipes, mas eu não o soube; da sua prata e do seu ouro fizeram ídolos para si, para serem destruídos.

5         O teu bezerro, ó Samaria, te rejeitou; a minha ira se acendeu contra eles; até quando serão eles incapazes da inocência?

6         Porque isso vem de Israel, um artífice o fez, e não é Deus; mas em pedaços será desfeito o bezerro de Samaria.

7         Porque semearam vento, e segarão tormenta, não haverá seara, a erva não dará farinha; se a der, tragá-la-ão os estrangeiros.

8         Israel foi devorado; agora está entre os gentios como um vaso em que ninguém tem prazer.

9         Porque subiram à Assíria, como um jumento montês, por si só; Efraim mercou amores.

10       Todavia, ainda que eles merquem entre as nações, eu os congregarei; e serão um pouco afligidos por causa da carga do rei dos príncipes.

11       Porquanto Efraim multiplicou os altares para pecar; teve altares para pecar.

12       Escrevi-lhe as grandezas da minha lei, porém essas são estimadas como coisa estranha.

13       Quanto aos sacrifícios das minhas ofertas, sacrificam carne, e a comem, mas o Senhor não as aceita; agora se lembrará da sua iniqüidade, e punirá os seus pecados; eles voltarão para o Egito.

14       Porque Israel se esqueceu do seu Criador, e edificou templos, e Judá multiplicou cidades fortificadas. Mas eu enviarei um fogo contra as suas cidades, que consumirá os seus palácios.
Oséias 9

1         NÃO te alegres, ó Israel, não exultes, como os povos; porque ao prostituir-te abandonaste o teu Deus; amaste a paga de meretriz sobre todas as eiras de trigo.

2         A eira e o lagar não os manterão; e o mosto lhes faltará.

3         Na terra do Senhor não permanecerão; mas Efraim tornará ao Egito, e na Assíria comerão comida imunda.

4         Não derramarão libações de vinho ao Senhor, nem lhe agradarão as suas ofertas. Os seus sacrifícios lhes serão como pão de pranteadores; todos os que dele comerem serão imundos, porque o seu pão será somente para si mesmos; não entrará na casa do Senhor.

5         Que fareis vós no dia da solenidade, e no dia da festa do Senhor?

6         Porque, eis que eles se foram por causa da destruição, mas o Egito os recolherá, Mênfis os sepultará; o desejável da sua prata as urtigas o possuirão por herança, espinhos crescerão nas suas tendas.

7         Chegarão os dias da punição, chegarão os dias da retribuição; Israel o saberá; o profeta é um insensato, o homem de espírito é um louco; por causa da abundância da tua iniqüidade também haverá grande ódio.

8         Efraim era o vigia com o meu Deus, mas o profeta é como um laço de caçador de aves em todos os seus caminhos, e ódio na casa do seu Deus.

9         Muito profundamente se corromperam, como nos dias de Gibeá; ele lembrar-se-á das suas injustiças, visitará os pecados deles.

10       Achei a Israel como uvas no deserto, vi a vossos pais como a fruta temporã da figueira no seu princípio; mas eles foram para Baal-Peor, e se consagraram a essa vergonha, e se tornaram abomináveis como aquilo que amaram.

11       Quanto a Efraim, a sua glória como ave voará, não haverá nascimento, não haverá gestação nem concepção.

12       Ainda que venham a criar seus filhos, contudo os privarei deles para que não fique nenhum homem. Ai deles, quando deles eu me apartar!

13       Efraim, assim como vi a Tiro, está plantado num lugar aprazível; mas Efraim levará os seus filhos ao matador.

14       Dá-lhes, ó Senhor; mas que lhes darás? Dá-lhes uma madre que aborte e seios secos.

15       Toda a sua malícia se acha em Gilgal, porque ali os odiei; por causa da maldade das suas obras lançá-los-ei para fora de minha casa. Não os amarei mais; todos os seus príncipes são rebeldes.

16       Efraim foi ferido, secou-se a sua raiz; não darão fruto; sim, ainda que gerem, matarei os frutos desejáveis do seu ventre.

17       O meu Deus os rejeitará, porque não o ouviram, e errantes andarão entre as nações.
3 João 1

1         O PRESBÍTERO ao amado Gaio, a quem em verdade eu amo.

2         Amado, desejo que te vá bem em todas as coisas, e que tenhas saúde, assim como bem vai a tua alma.

3         Porque muito me alegrei quando os irmãos vieram, e testificaram da tua verdade, como tu andas na verdade.

4         Não tenho maior gozo do que este, o de ouvir que os meus filhos andam na verdade.

5         Amado, procedes fielmente em tudo o que fazes para com os irmãos, e para com os estranhos,

6         Que em presença da igreja testificaram do teu amor; aos quais, se conduzires como é digno para com Deus, bem farás;

7         Porque pelo seu Nome saíram, nada tomando dos gentios.

8         Portanto, aos tais devemos receber, para que sejamos cooperadores da verdade.

9         Tenho escrito à igreja; mas Diótrefes, que procura ter entre eles o primado, não nos recebe.

10       Por isso, se eu for, trarei à memória as obras que ele faz, proferindo contra nós palavras maliciosas; e, não contente com isto, não recebe os irmãos, e impede os que querem recebê-los, e os lança fora da igreja.

11       Amado, não sigas o mal, mas o bem. Quem faz o bem é de Deus; mas quem faz o mal não tem visto a Deus.

12       Todos dão testemunho de Demétrio, até a mesma verdade; e também nós testemunhamos; e vós bem sabeis que o nosso testemunho é verdadeiro.

13       Tinha muito que escrever, mas não quero escrever-te com tinta e pena.

14       Espero, porém, ver-te brevemente, e falaremos de boca a boca.

15       Paz seja contigo. Os amigos te saúdam. Saúda os amigos pelo seu nome.
Salmos 126

1         QUANDO o Senhor trouxe do cativeiro os que voltaram a Sião, estávamos como os que sonham.

2         Então a nossa boca se encheu de riso e a nossa língua de cântico; então se dizia entre os gentios: Grandes coisas fez o Senhor a estes.

3         Grandes coisas fez o Senhor por nós, pelas quais estamos alegres.

4         Traze-nos outra vez, ó Senhor, do cativeiro, como as correntes das águas no sul.

5         Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria.

6         Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos.
Provérbios 29.12-14

12       O governador que dá atenção às palavras mentirosas, achará que todos os seus servos são ímpios.

13       O pobre e o usurário se encontram; o Senhor ilumina os olhos de ambos.

14       O rei que julga os pobres conforme a verdade firmará o seu trono para sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário