Todo o dia é o dia de começar, continuar, recomeçar e se dar uma nova chance. Estar na presença de Deus é tudo na vida de uma pessoa e ler a sua Palavra Sagrada pode fazer a diferença entre vencer e perder. Faça a sua escolha e seja um VENCEDOR EM CRISTO JESUS. LEIA A BÍBLIA A PARTIR DE AGORA!

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Leitura Bíblica 356º dia



 Zacarías 2

 1        Olhei em seguida e vi um homem segurando uma corda de medir.
 2        Eu lhe perguntei: Aonde você vai? Ele me respondeu: “Vou medir Jerusa­lém para saber o seu comprimento e a sua largura”.
 3        Então o anjo que falava comigo retirou-se, e outro anjo foi ao seu encontro
 4        e lhe disse: Corra e diga àquele jovem: Jerusalém será habitada como uma cidade sem muros por causa dos seus muitos habitantes e rebanhos.
 5        E eu mesmo serei para ela um muro de fogo ao seu redor, declara o Senhor, e dentro dela serei a sua glória.
 6        “Atenção! Atenção! Fujam da terra do norte”, declara o Senhor, “porque eu os espalhei aos quatro ventos da terra”, diz o Senhor.
 7        Atenção, ó Sião! Escapem, vocês que vivem na cidade[2] da Babilônia!
[2] Hebraico: filha; também no versículo 10.
 8        Porque assim diz o Senhor dos Exércitos: “Ele me enviou para buscar a sua glória entre as nações que saquearam vocês, porque todo o que tocar em vocês, toca na menina dos olhos dele”.
 9        Certa­mente levantarei a minha mão contra as nações de forma que serão um espólio para os seus servos. Então vocês saberão que foi o Senhor dos Exércitos que me enviou.
Capítulo 3

 1        Depois disso ele me mostrou o sumo sacerdote Josué diante do anjo do Senhor, e Satanás, à sua direita, para acusá-lo.
 2        O anjo do Senhor disse a Satanás: “O Senhor o repreenda, Satanás! O Senhor que escolheu Jerusalém o repreenda! Este homem não parece um tição tirado do fogo?”
 3        Ora, Josué, vestido de roupas impuras, estava em pé diante do anjo.
 4        O anjo disse aos que estavam diante dele: “Tirem as roupas impuras dele”. Depois disse a Josué: “Veja, eu tirei de você o seu pecado, e coloquei vestes nobres sobre você”.
 5        Disse também: “Coloquem um turbante limpo em sua cabeça”. Colocaram o turbante nele e o vestiram, enquanto o anjo do Senhor observava.
 6        O anjo do Senhor exortou Josué, dizendo:
 7        Assim diz o Senhor dos Exércitos: “Se você andar nos meus caminhos e obedecer aos meus preceitos, você governará a minha casa e também estará encarregado das minhas cortes, e eu lhe darei um lugar entre estes que estão aqui.
 8        Ouçam bem, sumo sacerdote Josué e seus companheiros sentados diante de você, homens que simbolizam coisas que virão: Trarei o meu servo, o Renovo.
 9        Vejam a pedra que coloquei na frente de Josué! Ela tem sete pares de olhos[3], e eu gravarei nela uma inscrição”, declara o Senhor dos Exércitos, “e removerei o pecado desta terra num único dia.
[3] Ou 7 faces
 10      ““Naquele dia”, declara o Senhor dos Exércitos, “cada um de vocês convidará seu próximo para assentar-se debaixo da sua videira e debaixo da sua figueira””.
Apocalipse 13

 1        Vi uma besta que saía do mar. Tinha dez chifres e sete cabeças, com dez coroas], uma sobre cada chifre, e em cada cabeça um nome de blasfêmia.
2         A besta que vi era semelhante a um leopardo, mas tinha pés como os de urso e boca como a de leão. O dragão deu à besta o seu poder, o seu trono e grande autoridade.
 3        Uma das cabeças da besta parecia ter sofrido um ferimento mortal, mas o ferimento mortal foi curado. Todo o mundo ficou maravilhado e seguiu a besta.
 4        Adoraram o dragão, que tinha dado autoridade à besta, e também adoraram a besta, dizendo: “Quem é como a besta? Quem pode guerrear contra ela?”
 5        À besta foi dada uma boca para falar palavras arrogantes e blasfemas, e lhe foi dada autoridade para agir durante quarenta e dois meses.
 6        Ela abriu a boca para blasfemar contra Deus e amaldiçoar o seu nome e o seu tabernáculo, osue habitam nos céus.
7         Foi-lhe dado poder para guerrear contra os santos e vencê-los. Foi-lhe dada autoridade sobre toda tribo, povo, língua e nação.
 8        Todos os habitantes da terra adorarão a besta, a saber, todos aqueles que não tiveram seus nomes escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a criação do mundo.
9         Aquele que tem ouvidos ouça:
 10      Se alguém há de ir para o cativeiro, para o cativeiro irá. Se alguém há de ser mortoà espada, morto à espada haverá de ser. Aqui estão a perseverança e a fidelidade dos santos.
11       Então vi outra besta que saía da terra, com dois chifres como cordeiro, mas que falava como dragão.
 12      Exercia toda a autoridade da primeira besta, em nome dela, e fazia a terra e seus habitantes adorarem a primeira besta, cujo ferimento mortal havia sido curado.
13       E realizava grandes sinais, chegando a fazer descer fogo do céu à terra, à vista dos homens.
 14      Por causa dos sinais que lhe foi permitido realizar em nome da primeira besta, ela enganou os habitantes da terra. Ordenou-lhes que fizessem uma imagem em honra à besta que fora ferida pela espada e contudo revivera.
 15      Foi-lhe dado poder para dar fôlego à imagem da primeira besta, de modo que ela podia falar e fazer que fossem mortos todos os que se recusassem a adorar a imagem.
 16      Também obrigou todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, a receberem certa marca na mão direita ou na testa,
 17      para que ninguém pudesse comprar nem vender, a não ser quem tivesse a marca, que é o nome da besta ou o número do seu nome.
 18      Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Seu número é seiscentos e sessenta e seis.
Salmos 141.1 

Clamo a ti, Senhor; vem depressa! Escuta a minha voz quando clamo a ti.
 2        Seja a minha oração como incenso diante de ti, e o levantar das minhas mãos, como a oferta da tarde.
 3        Coloca, Senhor, uma guarda à minha boca; vigia a porta de meus lábios.
 4        Não permitas que o meu coração se volte para o mal, nem que eu me envolva em práticas perversas com os malfeitores. Que eu nunca participe dos seus banquetes!
 5        Fira-me o justo com amor leal e me repreenda, mas não perfume a minha cabeça o óleo do ímpio, pois a minha oração é contra as práticas dos malfeitores.
6         Quando eles caírem nas mãos da Rocha, o juiz deles, ouvirão as minhas palavras com apreço. Ou Quando os seus governantes forem lançados dos penhascos, todos saberão que minhas palavras eram verdadeiras.
 7        Como a terra é arada e fendida, assim foram espalhados os seus ossos à entrada da sepultura
8         Mas os meus olhos estão fixos em ti, ó Soberano Senhor; em ti me refugio; não me entregues à morte.
 9        Guarda-me das armadilhas que prepararam contra mim, das ciladas dos que praticam o mal.
 10      Caiam os ímpios em sua própria rede, enquanto eu escapo ileso.
Provérbios

18       Há três coisas que são maravilhosas demais para mim, sim, há quatro que não entendo:
 19      o caminho da águia no céu, o caminho da cobra na penha, o caminho do navio no meio do mar e o caminho do homem com uma donzela.
 20      Tal é o caminho da mulher adúltera: come, e limpa a boca, e diz: Não cometi maldade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário